Monitorização de Desempenho de Navios

É cada vez mais necessário melhorar os processos operativos de um navio, e para os melhorar é necessário medir. As medições transversais permitem a monitorização da energia do navio, a sua mecânica e o comportamento operacional e a agilização de processos.

O aumento dos preços dos combustíveis, a diminuição do transporte de mercadorias, os custos das peças sobresselentes e as legislações relacionados com as reduções de emissões requerem uma monitorização permanente da energia e do desempenho do navio.

Áreas Principais de Ação de um Navio e as Ações:

 

  • Otimização do Motor
    • Transportar a bordo testes de desempenho através de um analisador de combustão;
    • Registo de dados de desempenho;
    • Medir e calcular o consumo de combustíveis;
    • Verificar o plano de manutenção;
    • Análise de resultados;
    • Se aplicável, otimizar os motores e a avaliação dos efeitos.

 

  • Consumo de óleo do cilindro
    • Verificar ou medir o consumo real do combustível do cilindro num serviço de carga normal;
    • Calcular e verificar se a taxa de consumo do cilindro coincide com a taxa de recomendação do fabricante;
    • Se aplicável, inspecionar as áreas dos anéis dos pistons, os pistons, os forros do cilindro e a eliminação de espaço aéreo;
    • Obter concelho relativamente à taxa do consumo de óleo do cilindro;
    • Se aplicável, fazer uma tabela com a taxa de consumo do motor atual.

 

  • Eficiência do casco e da hélice
    • Verificar quando foi realizado o último polimento da hélice;
    • Verificar quando foi realizada a última escovagem do casco;
    • Traçar a velocidade do motor e a curva do diagrama de carga da hélice no âmbito de testes de desempenho do motor principal com duas ou mais diferentes cargas;
    • Avaliar a curva do diagrama da hélice para verificar se a carga do motor está correta para a velocidade atual do motor.

 

  • Otimização de Caldeiras
    • Medir o teor de gás na conduta do canal de combustão com um instrumento de gás;
    • Analisar o resultado da medição;
    • Quando for necessário, otimizar o rácio combustível/ar para diferentes capacidades (baixo, médio, alto);
    • Onde for aplicável, verificar a condição dos bocais de combustível, o queimador, swirlers e ligações;
    • Aplicar o controlo de ar através da sonda de alimentação de O2 para a velocidade do ventilador através de VSD;
    • Ajustar a pressão para a que for realmente necessária.

 

  • Produção e o Consumo do Vapor
    • Verificar o consumo da caldeira em porto e no mar, e comparar;
    • Verificar a capacidade da caldeira de gases de escape;
    • Verificar a temperatura do tanque de alimentação de água, a temperatura de retorno e o vapor/condensado;
    • Verificar o tanque aquecedor de limpeza;
    • Verificar o aquecimento da carga;
    • Verificar as principais perdas de vapor;
    • Verificar a insulação da tubulação;
    • Verificar o esquema do vapor e o sistema de condensação, e aconselhar sobre como modificar os sistemas para reduzir perdas de energia.

 

  • Tratamento de Combustíveis
    • Verificar as temperaturas de pré-aquecimento de combustível, pressões, medidores e viscosímetros para o motor principal e auxiliares;
    • Verificar os purificadores, o fluxo e as temperaturas de pré-aquecimento de combustíveis pesados;
    • Verificar as temperaturas de armazenamento dos tanques de combustíveis pesados;
    • Verificar a lubrificação, o fluxo e as temperaturas de pré-aquecimento dos óleos purificadores;
    • Verificar o consumo de lubrificante no motor principal e auxiliares;
    • Quando aplicável, verificar os relatórios de lubrificação de óleos de diferentes equipamentos.

 

  • Utilização do Equipamento
    • Verificar se existem demasiados geradores diesel em serviços comparado com a carga;
    • Guia de uso e planeamento para o uso de geradores diesel, durante a operação de carga, sendo que o guia de uso serve para saber quantos consumidores pesados, tais como compressores de nitrogénio e agregados hidráulicos podem ser utilizados para um, dois ou três geradores diesel, durante operações de carga;
    • Verificar o sistema de gestão de energia para geradores diesel;
    • Verificar se o gerador de eixo está funcional;
    • Verificar a capacidade e o uso do gerador de água fresca;
    • Verificar se existem demasiadas bombas de água do mar, as baixas temperaturas das bombas, as bombas térmicas de óleos, e os prolongamentos da execução de compressores (fugas de ar) etc.
    • Investigar se é benéfico instalar compressores de ar de frequência convertida, bombas de água do mar, ventoinhas na sala do motor, etc.

 

Como tomar as ações corretas sem grande esforço?

Tendo em conta os pontos acima descritos, existem muitas ações que têm de ser tomadas para garantir o desempenho ótimo de um navio, tornando-se muito fácil de algumas serem ignoradas ou esquecidas, resultando por vezes em custos desnecessários.

No entanto, existem sistemas que permitem manter tudo sob controlo, assegurando o melhor desempenho do navio e a redução do consumo de combustíveis e os custos de manutenção.

 

VEEO – Ship Performance System – A Recolha de dados

O VEEO é um Sistema de Desempenho de Navios baseado numa interface de automação desenvolvido pela TecnoVeritas com três níveis diferentes de equipamento e de módulos de software. O Sistema a bordo foi desenhado para assistir a tripulação de um navio, e monitorizar o desempenho e as emissões em tempo real. Menos energia gasta, significa menos custos de combustível e um contributo significante para o ambiente.

O VEEO capta variáveis chave da operação do navio que permitem a definição de Key Performance Indicators (KPI).

Deste modo, simplifica a implementação do SEEMP em concordância com as legislações obrigatórias da IMO uma vez que colecta dados operacionais de todos os conversores de energia principais abordo, tais como motores principais, motores auxiliares, caldeiras, hélices, permitindo determinar a base de balanço energético e, assim, realizar uma gestão aprimorada da energia do navio.

O VEEO pode ser configurado para transmitir os dados colectados directamente para terra através de vários modos, nomeadamente para a Cloud.

O sistema pode ser integrado na maioria dos sistemas de automação (normalmente em novos navios) ou como uma instalação autónoma (normalmente em navios existentes). Relevante, customizável e user-friendly, esta human-machine faz a interface com os vários processos envolvidos, fomentando uma operação intuitiva dos sistemas.

 

BOEM-S –The Cloud Based Platform – A análise dos dados

A plataforma que permite a conexão entre o navio e terra, é o BOEM-S. O BOEM-S é uma plataforma de gestão do desempenho de frotas que tem a capacidade de digerir e partir os dados que estão ainda por tratar, filtrando e enviando-os para as pessoas certas.

O BOEM-S recebe os dados do navio, processa-os na Cloud, e entrega-os de forma personalizada, em tempo real, a cada um dos utilizadores, conforme as suas necessidades. Para além disso, o BOEM-S, tem um conjunto de ferramentas, tais como: Gestão da Performance de Frotas; Monitorização da Condição de Frotas, Gestão de Manutenção de Frotas, Gestão de Documentos (Relatórios, Certificados, Manuais, Etc.), e um simulador de resultados económicos de viagens.

Alarmes e relatórios personalizados são mais algumas das funcionalidades que podem auxiliar a manter em ordem a manutenção do navio e as tarefas da tripulação.

VEEO + BOEM-S oferece as seguintes funcionalidades/vantagens:

  • Todas as ferramentas principais de desempenho do navio organizadas numa estrutura lógica em árvore, num portal de manutenção baseado na web;
  • Dashboard intuitivo e relatórios de viagem automatizados, a performance do casco e da hélice, dos motores e dos sistemas, por exemplo, os consumos, os perfis de velocidade, as condições metrológicas, trim optimisation, SFOC, EEOI, emissões, RPM, cargas M/E, horas de funcionamento, monitorização da condição de sistemas de navios;
  • A degradação do casco baseado nas medições da força de resistência e cálculos;
  • Meios de compreensão para comparação, análises e benchmark de operações e comportamento de frotas;
  • Acesso portais, para comparação do desempenho da sua empresa com outras;
  • Além do desempenho regular e de relatórios instantâneos, a TecnoVeritas pode providenciar alertas e a solução de problemas através de uma equipa de engenheiros qualificados;
  • Sistema especialista disponível para apoiar decisões.

 

O BOEM-S e o VEEO podem ser adquiridos de forma independente e podem ser conectados com outros sistemas de monitorização já existentes.

veeo+boem-s

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *